Noticias

Mulheres que fazem sonhar: 5 dicas de escritoras para colocar a leitura em dia

Neste próximo dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Oficializado pela Organização das Nações Unidas (ONU) na década de 1970, a data simboliza a trajetória das mulheres em uma história de luta e, principalmente, conquistas. Pensando nas mulheres como protagonistas de suas próprias histórias, autoras do próprio destino, o Portal Utam traz indicações de cinco escritoras e livros para mulheres que valorizam histórias de outras mulheres. Que tal aproveitar o seu dia, dar um tempo na rotina e incrementar sua lista de leitura com narrativas bem inspiradoras? A leitura de um livro fica ainda mais prazerosa na companhia de um bom café. Escolha o seu canto preferido e dedique este tempo para permitir-se aventurar nesta viagem literária.

Meus Desacontecimentos, de Eliane Brum

Este livro reúne memórias da infância da jornalista e escritora brasileira. Nele, a autora se pergunta de quantos nascimentos e mortes se faz em uma vida. Durante a narrativa aparecem personagens surpreendentes, como a irmã que morreu, a avó e as tias que viraram flores murchas. O texto é considerado um caminho de fora para dentro da escritora.

Livro do avesso: o pensamento de Edite, de Elisa Lucinda

Segundo romance de Elisa Lucinda, “Livro do avesso, o pensamento de Edite” é uma prosa poética deliciosa de ler. Faz rir, emociona e enternece. A personagem principal, Edite, narra a sua trajetória do desejo, seus afetos, amizades e amores com total liberdade. A obra é quase um diário, de tão íntimo. Elisa Lucinda, prosadora e poetisa de olhar atento, sensível, inteligente e tenro nos entrega o pensamento de Edite. Fazendo que, a partir da visita ao lado de dentro da personagem, vasculhemos nossos próprios territórios do pensamento mais íntimo.

A Ratoeira e Outras Peças, de Agatha Christie

A autora, que tem seu nome inevitavelmente associado a romances e contos policiais, escreveu cerca de 18 textos para teatro – alguns originais e outros adaptados de seus textos policiais. O livro reúne quatro deles: “A ratoeira”, “Os dez indiozinhos”, “Encontro com a morte” e “O refúgio”.

Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

O livro é uma das obras mais conhecidas de Jane Austen, considerada a primeira romancista moderna da língua inglesa. O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra do século 18. Elizabeth é a filha mais nova de cinco irmãs, e precisa lidar com os problemas relacionados à educação, cultura, moral e casamento na sociedade aristocrática inglesa da época. A trama ganhou diversas versões para o cinema e televisão.

A Hora da Estrela, de Clarice Lispector

Este é o último romance da escritora brasileira Clarice Lispector, publicado em 1977. Instigante e original, a obra tem  cunho autobiográfico e é classificada como um romance intimista, também conhecido como romance psicológico, estilo em que a autora se destaca. Afinal, a obra de Clarice é marcada por suas emoções e sentimentos pessoais. Neste ano, o Brasil comemora o centenário desta que é uma das maiores escritoras da literatura brasileira. Ela nasceu em 10 de dezembro de 1920, em Tchetchelnik, uma aldeia da Ucrânia, então pertencente à Rússia, e recebeu lá o nome de Haia, mas veio pequena para o Brasil com seus pais, judeus russos, e passou a ser conhecida como Clarice Lispector.

Em uma época em que as mulheres ainda eram vistas como donas de casa e mães, a escritora nadou contra a maré e pôde estudar e trabalhar desde muito jovem. Em 1942 escreveu seu primeiro romance, intitulado como “Perto do Coração Selvagem”. A narrativa foi bem recebida pela crítica brasileira, que chegou a comparar seu estilo com escritores como James Joyce e Virgínia Woolf.

No ano de 1943 conseguiu sua cidadania brasileira. Casando-se com um diplomata passou a viver fora do país. Em 1959, após seu divórcio, Clarice Lispector voltou a residir no Brasil e publicou alguns de seus principais livros, como “Laços de Família” (1960), “A Paixão Segundo G.H.” (1964), “Água Viva” (1973) e “A Hora da Estrela” (1977). Para conhecer melhor a história da autora, a TV Cultura produziu o documentário especial “100 anos de Clarice Lispector”, basta acessar o link no youtube:  https://www.youtube.com/watch?v=fs0Rt-_vkMM.

Publicado em: 06/03/2020 por Café UTAM S.A.

Ultimas Notícias

O Conselho Executivo da 36ª Taça EPTV de Futsal informou no dia 16 de março que as competições das regiões de Ribeirão Preto (SP),...
Veja Mais.

A 36ª Taça EPTV de Futsal Ribeirão tem data marcada e cidade definida para começar: a abertura do torneio será no dia 13 de março, no...
Veja Mais.

Terra do futebol e samba. Neste mês de fevereiro, o Brasil entra em clima de festa em diferentes regiões e há folia para todos os tipos de foliões. De...
Veja Mais.

Copyright © 2020 Café Utam
Telefone:
Matriz: Ribeirão Preto - SP – 16 2101 3101
Filial: Piumhi - MG – 37 3371 2544
São Paulo - 11 3660 1760
Belo Horizonte - 31 3416 7774
Informações da Empresa | Contato
logo PI